Arquivo para outubro, 2011

Câncer de Lula tem nível médio de agressividade

Resultado da biópsia divulgado hoje mostra que o tumor na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem “nível de agressividade médio”, ou seja, está numa fase intermediária. Lula começou hoje a primeira sessão de quimioterapia. Os primeiros resultados do tratamento, realizado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, poderão ser notados em 40 dias. As sessões de radioterapia começarão em dois meses e devem durar sete semanas.

Umas das causas importantes para o câncer na laringe é o fumo. Lula é ex-fumante e tinha o hábito de fumar cigarrilhas –parou de consumir cigarros há dois anos. Mas também existem causas virais e não é possível ainda dizer o que levou ao desenvolvimento do tumor do ex-presidente, que comemorou na última quinta-feira seu aniversário de 66 anos no instituto que leva seu nome.

Após o diagnóstico de câncer, Lula suspendeu sua agenda de compromissos pelos próximos três meses. A expectativa é que a cura da doença ocorra após um tratamento com duração de quatro meses. Por conta dos efeitos colaterais do tratamento, Lula perderá o cabelo e também sua característica barba, que cultiva desde jovem.


Igreja recebe pedido de beatificação de princesa Isabel

A arquidiocese do Rio de Janeiro recebeu um pedido formal de abertura do processo de bem-aventurança e beatificação da princesa Isabel junto ao Vaticano. A justificativa maior para a canonização é a assinatura da Lei Áurea, de 1888, que aboliu a escravidão no Brasil, e as dificuldades que ela teria passado no exílio depois da Proclamação da República, em 1889.

O pedido, feito por pessoas partidárias da monarquia, foi recebido pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, que prometeu levar o caso à arquidiocese de Paris, uma vez que a princesa morreu na França, há 90 anos. Uma comissão, que será comandada pelo monge beneditino d. Robeto Lopes, dará início aos estudos e às pesquisas sobre a vida de Isabel.

Os requisitos para que o papa beatifique uma pessoa são provas de virtude em grau heróico, santidade popular ou um milagre. A igreja investigará testemunhos de pessoas que dizem ter sido curadas por orações dedicadas à filha de dom Pedro 2º antes de encaminhar o pedido de beatificação ao Vaticano.


Aldo Rebelo é novo ministro do Esporte

O deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP) confirmou hoje que assumirá o Ministério do Esporte no lugar de Orlando Silva. A posse foi marcada para segunda-feira. Ele esteve hoje no Palácio do Alvorada em reunião com a presidente Dilma Rousseff. “Eu agradeci a confiança [por ter sido chamado para a pasta], disse que aceitava como um desafio e procuraria me desincumbir da tarefa da melhor forma possível”, disse o deputado.

Aldo Rebelo afirmou ainda que irá tomar pé da situação a partir de agora e que mais tarde dará detalhes sobre medidas que pretende tomar à frente da pasta. O deputado não falou sobre eventuais problemas com a Fifa e disse que entrará em contato com integrantes do ministério para “começar uma fase de transição”.  

Deputado desde 1991, Aldo Rebelo cumpre o seu sexto mandato na Câmara. Nos últimos dois anos, destacou-se no debate político por ter sido relator do Código Florestal, quando foi criticada principalmente por ambientalistas. Neste ano, disputou uma vaga no TCU (Tribunal de Contas da União), com apoio da bancada ruralista, mas perdeu para a deputada Ana Arraes (PSB-PE).


Estudo revela que proteção da vacina contra a gripe é menor que se esperava

Estudo sobre as vacinas anuais contra a gripe mostrou que a sua eficácia é menor do que se esperava: oferece 59% de proteção, em vez dos 90% que se imaginava. Trata-se da vacina trivalente, usada nas campanhas de vacinação sazonal no Brasil. Entretanto, concluiu os pesquisadores da Universidade de Minnesota, Estados Unidos, “59% é bem melhor do que zero.”

A revisão do estudo foi publicada hoje na revista médica “Lancet Infectious Diseases”. A equipe de estudiosos foi atrás de ensaios clínicos de vacinas contra a gripe desde janeiro de 1967 até fevereiro de 2011. O objetivo era mostrar se havia uma relação direta entre a vacinação e a proteção contra o vírus da gripe. E para provar isso foram usados testes clínicos sem margens de dúvidas.

De acordo com o estudo, embora a vacina funcione e ainda deva ser recomendada, há dúvidas sobre sua eficácia, especialmente em relação aos maiores de 65 anos. No Brasil, as campanhas de vacinação contra gripe sazonal têm como público-alvo os maiores de 60 anos, os indígenas, as gestantes, os profissionais de saúde e as crianças com idade entre seis meses e dois anos.

 


Gaddafi é enterrado com o filho no deserto

O corpo do ditador líbio Muammar Gaddafi, capturado e morto no último dia 20, foi enterrado na noite de ontem. Morto após ficar 42 anos no poder na Líbia, o ex-ditador foi sepultado em uma cerimônia religiosa ao lado dos corpos de seu filho Muatassim e de seu ex-ministro da Defesa Abu Bakr Yunis Jaber, que também foram mortos após serem capturados pelas forças do CNT (Conselho Nacional de Transição).

Os corpos estavam havia cinco dias armazenados em uma câmara fria de um mercado de Misrata, no litoral do país, para a realização de autópsias. Até anteontem, a população fazia fila para observar o ditador morto, e as autoridades do CNT decidiram encerrar a exposição dos corpos por conta do seu estado de decomposição.

Gaddafi, Muatassim e Jaber foram enterrados no deserto, em local não divulgado pelo governo de transição. A decisão de realizar um sepultamento secreto contrariou o desejo da família de Gaddafi, que queria enterrá-lo nas proximidades de Sirte, sua cidade natal. Três dirigentes religiosos leais ao antigo regime oraram e organizaram uma cerimônia religiosa antes dos sepultamentos, entre eles, o clérigo pessoal de Gaddafi, Khaled Tantoush, que foi preso com ele.

As condições da morte de Gaddafi e seu filho ainda não estão totalmente esclarecidas e há suspeitas de que tenha ocorrido a execução dos dois. Por isso, Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos pediu que fossem investigadas as circunstâncias em que o ditador morreu no dia 20 de outubro. O CNT anunciou que vai instaurar um comitê para esclarecer o evento.


Humanidade está mais inteligente e menos violenta

 

Estudo publicado na revista Nature aponta que, em termos históricos, as pessoas estão cada vez mais inteligentes, e em consequência disso, menos violentas. O defensor da tese é o renomado psicólogo canadense Steven Pinker. Para ele, o aumento da inteligência é responsável pelo declínio da barbárie nos últimos séculos. Outros fatores são a alfabetização e o cosmopolitismo, que estimulam a troca de informações e a realização de acordos entre distintas sociedades.

Estudos demográficos sugerem que antes dos Estados modernos em torno de 15% dos indivíduos morriam de maneira violenta, uma proporção cinco vezes maior à registrada no século 20, apesar das guerras, genocídios e crises de fome. “Apesar de atualmente nos sentirmos constantemente rodeados pela violência, em séculos anteriores a situação era muito pior. Impérios em colapso, conquistadores maníacos e invasões tribais eram comuns”, afirma.

Para Pinker, a afirmação popular de que “o século 20 é o mais sangrento da história” é uma mera ilusão e não se apoia em dados históricos. No século 14, na Europa Ocidental, 40 em cada 100.000 pessoas morriam assassinadas, enquanto atualmente essa taxa se reduziu a 1,3 pessoa. No Brasil, há cidades com o dobro da taxa de homicídios da Europa medieval, principalmente no nordeste do país. Mas o Estado de São Paulo, por exemplo, reduziu a taxa de 35,27 em 1999 para 9,6 em 2011. A taxa nacional é de 25 homicídios por 100.000 habitantes.


Egípcio é condenado a 3 anos de prisão por insultar Islã no Facebook

O internauta Ayman Yusef Mansur foi condenado a três anos de prisão pela Justiça do Egito por insultar os preceitos do islã no Facebook. O juiz Sharif Kamel, argumentou na sentença que o acusado foi responsável por “prejudicar deliberadamente a dignidade do islã ao menosprezar a religião em sua conta pessoal do Facebook”.

Para o magistrado, Mansur “aproveitou a religião para propagar ideias extremistas com a intenção de gerar sectarismo religioso e danificar a unidade nacional”, ao utilizar “expressões desonrosas contra o Corão, o profeta Maomé e os muçulmanos”.

Em 2007, ainda sob a ditadura de Hosni Mubarak, Abdel Karim Suleiman, de 22 anos, conhecido pelo pseudônimo Karim Amer, foi condenado a quatro anos de prisão por criticar o islã e o próprio ditador. Ele foi o primeiro blogueiro egípcio a ser condenado à prisão, e foi libertado 2010.


Vereador príncipe de Taubaté diz que foi mal interpretado

 

Após provocar a revolta de internautas ao dizer que levava uma “vida de príncipe” paga “com dinheiro público”, o vereador Rodson Lima Silva (PP), de Taubaté, afirmou que o comentário foi mal interpretado. Em Aracaju para participar do 18º Encontro da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas, Rodson afirmou que o comentário foi “uma analogia” com a vida que levava antes de ser eleito.

Lima está hospedado em um hotel três estrelas, segundo ele, comparável ao “Palácio de Buckingham”, levando uma vida melhor do que muitos estudantes das renomadas universidades de “Harvard, Yale e Michigan”. Ele postou no facebook que havia “uma ‘big’ de uma piscina e de frente para o mar”. E ressaltou: “Tudo pago com dinheiro público.”

“Eu descobri que o hotel é três estrelas, mas pra mim é como se fosse um palácio. Eu tô conversando com você na janela e tem uma piscina de quarenta metros com cachoeira, é brincadeira?” E agradeceu pela vida de príncipe que leva como vereador: “Vivo a vida de príncipe há 15 anos. Dois motoristas, assessores, celular, assessoria jurídica, gabinete com ar condicionado”, escreveu o parlamentar.

Atualmente, Lima está inelegível por uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que, baseado na Lei da Ficha Limpa, impediu ele e mais seis vereadores de disputar as próximas eleições por supostos atos de improbidade administrativa. Após as declarações, Rodson entrou na mira do Conselho de Ética da Câmara de Taubaté que vai analisar se houve quebra de decoro parlamentar nas declarações feitas na internet. A Câmara informou que a viagem custou R$ 9.600, entre passagem, hospedagem e inscrição para o congresso.


Confirmado: Gaddafi está morto

Foi confirmada na manhã de hoje a morte do ex-ditador Muammar Gaddafi. A notícia, em destaque nos sites dos principais jornais e revistas do mundo, põe fim aos 42 anos de tirania e ditadura na Líbia. E a morte de Gaddafi é comemorada nas ruas pelo povo líbio. O ex-ditador foi morto em operação militar liderada pelos rebeldes em Sirte, sua terra natal. Ele foi ferido a tiros nas duas pernas quando tentava fugir em um comboio atacado por caças da Otan, a aliança militar do Ocidente.

Comandantes das forças rebeldes da Líbia informaram que Gaddafi não teria resistido aos ferimentos e morreu. Na troca de tiros, o ex-ditador também teria sido atingido na cabeça. O corpo dele chegou no início da tarde à cidade de Misrata. Um dos combatentes informaram que ao ser capturado Gaddafi teria gritado: “Não atirem, não atirem.” Aboubakr Younès Jaber, ministro da Defesa do regime, também foi morto hoje em Sirte hoje.

Gaddafi estava com prisão decretada pelo TPI (Tribunal Penal Internacional, em Haia) sob acusações de ordenar a morte de centenas de civis. Ele estava foragido desde fevereiro, após uma onda de protestos populares na Tunísia e no Egito derrubarem seus respectivos regimes. Ainda restam 40 governos ditatoriais ao redor do mundo, com quase 2 bilhões de pessoas vivendo sob o domínio desses autocratas. Apenas 60% dos países são democracias.


Por amor, ativista indiana pode abandonar quase 11 anos de greve de fome

A ativista Irom Sharmila, 39 anos, que completa no próximo dia 2 de novembro 11 anos de jejum em protesto contra a violência militar em Manipur, no nordeste da Índia, deve encerrar a greve de fome porque encontrou o amor da sua vida –o britânico de origem indiana Desmond Coutinho, 48 anos, que vive no Estado de Goa. A história de Irom Sharmila começou em novembro de 2000, quando aos 28 anos iniciou uma greve de fome após o assassinato de dez jovens por um grupo paramilitar. Logo que começou seu jejum, a ativista foi presa e acusa de tentativa de suicídio. Desde então, é obrigada a se alimentar por uma sonda no hospital Jawaharlal Nehru, sob custódia da Justiça da Índia.

As autoridades indianas obrigam Irom Sharmila a se alimentar no hospital por meio de uma sonda via nasal, mas durante todo este tempo, ela não bebeu água nem comeu nada. O esforço, no entanto, não mobilizou a opinião pública, como já aconteceu com outros ativistas naquele país. Às vésperas de completar 11 anos de jejum, Irom Sharmila manifestou ao jornal “The Telegraph” a intenção de se casar com Coutinho quando conseguir o fim da lei que dá poderes especiais às Forças Armadas. A ativista conheceu Desmond em uma audiência. Desde então começaram a trocar cartas. Em uma delas, o britânico propôs o casamento e ela aceitou.

Em entrevista, Irom Sharmila reclamou que ativistas insatisfeitos com o namoro se comportam de forma rude com seu noivo. Para ela, a rejeição não se deve apenas ao argumento de que Desmond faria parte de uma manobra para que ela encerrasse o jejum, mas também por fatores sociais. “Ele é de Goa, mas é um cidadão britânico. Por isso estão contra o relacionamento”, disse a ativista ao jornal Calcutta Telegraph.

O Estado indiano de Manipur tem uma população de 2,5 milhões de pessoas e grande presença do Exército, de paramilitares e da polícia, que combatem ao menos 12 grupos insurgentes desde 1980. O governo da Índia alega que a lei que dá poderes especiais às Forças Armadas para deter pessoas sem julgamento e também imunidade, mesmo depois de casos de assassinatos de civis, é necessária. Segundo o governo, a lei, promulgada em 1958, é necessária para restaurar a normalidade no Estado. Mas os grupos representantes da sociedade civil afirmam que esta lei causou grandes violações aos direitos humanos por parte de soldados e funcionários da polícia.


Drunkorexia: jovens abusam do álcool e comem pouco

Estudo realizado pela Universidade do Missouri, nos Estados Unidos, concluiu que a combinação do consumo abusivo de álcool com pouco ou nenhum alimento no estômago pode trazer graves consequências à saúde. Apelidado de ‘drunkorexia’, o distúrbio ocorre em pessoas com transtorno alimentar, como anorexia e bulimia, e que abusam de bebida alcoólica.

Na pesquisa foram examinados pacientes com restrição calórica e hábitos purgativos, como o uso de laxantes ou a provocação de vômito, e que costumavam beber muito. Segundo o estudo, 16% dos entrevistados disseram diminuir o consumo calórico para poder beber “sem culpa”. O número de mulheres que admitiu o comportamento era três vezes maior que o total de homens.

Entre as principais motivações para a ‘drunkorexia’ estão a prevenção do ganho de peso, a busca por embriagar-se mais rapidamente e a economia do dinheiro gasto em comida com o objetivo de comprar bebida alcoólica. O distúrbio pode trazer consequências cognitivas, físicas e comportamentais muito graves, além de aumentar o risco de desenvolver distúrbios alimentares ou alcoolismo.

Pessoas que combinam distúrbios alimentares com abuso de álcool são mais propensas a comportamentos de risco, envolvendo sexo sem proteção, violência, abuso de drogas, além do desenvolvimento de doenças crônicas. As mulheres têm mais riscos de ter problemas de saúde relacionados ao consumo excessivo de álcool –podem desenvolver doenças mais rapidamente e sofrer danos aos órgãos vitais mais cedo que os homens.


Médicos acusados de matar pacientes para retirar rins são julgados em Taubaté

Começou hoje o julgamento de três médicos acusados de matar quatro pacientes para transplantes de rim em Taubaté. Pedro Henrique Masjuan Torrecillas, Rui Noronha Sacramento e Mariano Fiori Júnior vão a júri popular por homicídio doloso (com intenção de matar). Eles teriam provocado a morte de Miguel da Silva, Alex de Lima, Irani Gobo e José Faria Carneiro para extrair os rins das vítimas para transplantar em outros pacientes, entre setembro e dezembro de 1986.

Também foram denunciados pelos mesmos crimes os médicos Antônio Aurélio de Carvalho Monteiro, que faleceu no ano passado, e José Carlos Natrielli de Almeida, que acabou impronunciado a pedido do Ministério Público. Segundo o Ministério Público, os médicos usavam diagnósticos falsos de morte encefálica para retirar os órgãos das vítimas. Após a operação, o neurocirurgião e legista Mariano Fiori concluía como causa mortis como traumatismo craniano, raquimedular ou aneurisma, ocultando a causa direta: a retirada dos rins.

Os prontuários médicos e os laudos das angiografias cerebrais relativos a esses pacientes foram apreendidos e submetidos à análise de peritos, que concluíram que as vítimas não tinham diagnóstico seguro de morte encefálica apta a amparar a realização das cirurgias nefrectomias bilateriais (retirada dos rins). A previsão é que o júri popular dure quatro dias, ou seja, se estenda até a noite de quinta-feira. O inquérito do caso levou 11 anos para ser concluído e em seguida teve início o processo que se arrastou até agora, culminado no julgamento 25 anos após as denúncias.


Homem é preso após roubar esterco de vaca

Timothy J. Chelikas, 30 anos, foi preso após entrar em uma propriedade particular e roubar esterco de vaca em Port St. Lucie, no Estado da Flórida (EUA). Ele teria pulado um muro para invadir a fazenda, que pertence a Lamar Rhoden. Reportagem publicada pelo jornal “TCPalm” informou que o esterco seria usado para cultivar cogumelos. Timothy foi acusado de invasão e preso em flagrante.


Mulher acha rato em pacote de salgadinho

A dona de casa Angela Maria Ziele, 45 anos, disse que encontrou um rato dentro de um pacote de salgadinho da Elma Chips. Ela mora em Joinville (Santa Catarina) e entrou em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) para fazer a reclamação. A PepsiCo Brasil, fabricante do produto, informou em nota divulgada à imprensa que coletou uma amostra do “Snack De Montão” para averiguar se a reclamação tem procedência e quais seriam as causas que levaram a contaminação do produto.

Após a conclusão da avaliação, a empresa “conseguirá informar de forma transparente aos consumidores, bem como buscar evitar novas alterações em nossos produtos”. A PepsiCo Brasil se colocou à disposição dos consumidores para esclarecimentos. Angela Maria disse que seu filho de 5 anos chegou a comer algumas unidades dos salgadinhos antes que ela notasse a presença do ratomorto. Ela comprou o salgadinho a pedido do filho em um supermercado próximo de sua casa.


Rafinha Bastos pede demissão da Band

 

Rafinha Bastos pediu demissão da Band após sua suspensão por causa da piada envolvendo a cantora Wanessa Camargo. O pedido ficou de ser analisado pela direção da emissora ainda nesta semana. E a suposta saída do humorista do programa “CQC” é acompanhada de perto pela concorrência. A Record, RedeTV! e SBT estariam de olho no passe de Rafinha Bastos. Apesar de negarem o interesse, as emissoras se mantêm na espreita, com propostas de trabalho para o humorista.

A piada de mau gosto feita sobre a beleza da cantora, grávida de cinco meses, pegou mal, mas os telespectadores apreciam o trabalho de Rafinha Bastos na bancada do “CQC”. Mesmo os fãs que não gostaram do comentário se pronunciaram a favor da volta do humorista. E a demissão dele pode desestabilizar ainda mais a equipe do programa, que ficou dividida no episódio do afastamento do humorista.

A polêmica envolvendo o caso teria ajudado a mascarar a audiência do programa, que oscila para baixo. Em março, o “CQC” marcou 5,6 pontos no Ibope da Grande SP. Em junho, bateu 6,4, mas caiu para 5,1 em setembro. No primeiro dia de programa sem Rafinha Bastos, o marcou 4,6 pontos.Correria-se o risco da audiência despencar de vez se a Band aceitar o pedido de demissão.

Especulações à parte, o episódio serviu para que a direção do humorístico defina o que deseja apresentar na TV –se arrefece o tom das piadas, ficando sujeita a perder o que é considerado um diferencial em relação aos demais programas de humor na televisão, ou se mantém o estilo sarcástico e continua sujeita a polêmicas e processos judiciais.


Pediatras se unem e lançam campanha contra a violência infantil

Às vésperas do Dia das Crianças, a Sociedade Brasileira de Pediatria lança a campanha “Violência é Covardia – crescer sem violência é direito fundamental das crianças e adolescentes”. O problema, subnotificado e sem dados nacionais confiáveis, é a principal causa de morte de crianças a partir dos cinco anos de idade. Cerca de 70% dos casos ocorrem dentro das casas, considerados ambientes sagrados.

A ideia da campanha é mostrar que é possível educar sem violência. Crescer em um ambiente violento e sofrendo maus tratos pode trazer consequências ao desenvolvimento e aprendizado das crianças, que são incapazes de se defender. Além disso, quem sofre violência pode apresentar maior índice de depressão, comportamento violento, tentativa de suicídio e distúrbios do sono. Entre os mais vulneráveis, estão crianças que têm pais desempregados, alcoólatras e dependentes de drogas ilícitas. Aquelas com deficiências mentais ou físicas também são mais suscetíveis a sofrer agressões.

Os sinais podem ser invisíveis para quem não está atento. Podem vir com queixas de falta de apetite, tristeza, problemas para dormir. Quando os sinais são aparentes, as crianças apresentam hematomas, histórico de ossos quebrados, queimaduras, fraturas de crânio, entre outros sintomas. A campanha tenta trazer para a agenda do pediatra um olhar perceptivo e atento para os casos. Infelizmente, ainda é comum que um menino violentado passe por médicos e enfermeiros sem que a causa de determinada queixa seja identificada.

Somente em São José dos Campos, são registrados por dia, de 6 a 8 denúncias de violência sexual contra crianças –um número tão assustador quanto o número de acusados que continua nas ruas devido à dificuldade de provar o crime. É compreensível a dificuldade que as polícias, Promotoria e Justiça têm em prender o suspeito, ainda mais quando a agressão não deixa rastros, uma prova que tire o criminoso do convívio da sociedade, seja preso ou em uma clínica de tratamento.

Então o que nos resta? Resta a coragem de denunciar e colocar atrás das grades uma pessoa que precisa de ajuda médica, uma pessoa doente, que age sem controle. Pior: uma pessoa que pode ser pai, marido, filho ou um amigo, já que a maioria dos casos ocorre dentro da casa das vítimas. Difícil é acreditar que um crime tão horroroso consiga perdurar por meses ou até anos sem que ninguém que viva sob o mesmo teto, ao menos, desconfie ou não perceba uma mudança de comportamento na criança.

O Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes criou em 2006 o Disk 100. Desde então, 80% dos municípios brasileiros denunciam violências contra crianças e adolescentes. A cada dia, 77 casos são registrados. A ligação é gratuita e o denunciante não precisa se identificar. Vamos fazer a nossa parte?


Rafinha Bastos debocha da suspensão no CQC

Após dois dias “calado”, o humorista Rafinha Bastos, do CQC, voltou a se manifestar no Twitter sobre a suspensão da Band por causa da piada de mau gosto feita sobre a beleza da cantora Wanessa Camargo, grávida de cinco meses. Disse que “comeria ela e o bebê”. Durante a exibição do programa, na última segunda-feira, Rafinha Bastos postou mensagens de deboche sobre sua situação. “Que noite triste pra mim”, publicou, com link para três fotos em que aparece com duas mulheres de lingerie. Quis dizer: enquanto os colegas de bancada do programa trabalhavam, ele se divertia.

Feito de improviso ou não, pegou muito mal o comentário do humorista sobre a cantora. A afirmação indignou muitas pessoas, inclusive um diretor da Band que telefonou para Marcos Buaiz, marido de Wanessa, para se desculpar. Após o episódio, Rafinha declarou que acha “a discussão válida”, mas que outras pessoas poderiam “comentar melhor o assunto”. Na verdade, não há o que discutir. Os próprios colegas do CQC não gostaram da piada. “Isso não é piada, não se encaixa na categoria humor. É uma deselegância, uma agressão gratuita. Ele foi infeliz”, disse Marcelo Tas, comandante da atração.

Mas essa não foi a primeira vez que Rafinha Bastos causa polêmica com suas piadas. Ele já provocou mal-estar dizendo que toda mulher que vê “na rua reclamando que foi estuprada é feia pra c…” “Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus”, disse à ocasião. A suspensão de Rafinha Bastos é por tempo indeterminado. Se voltará ou não à bancada do CQC, o episódio deve servir para que telespectadores avaliem melhor o que deseja ver na TV. É o momento de refletir se vale tudo para fazer humor, se é preciso usar piadas preconceituosas e agressões gratuitas para fazer rir. Não é fácil ser engraçado, mas precisamos constranger artistas, vítimas de violência ou minorias para fazer comédia?


Aparecida Gonçalves: “Sou baixa, gorda e índia e não me vejo na propaganda da Gisele Bündchen”

A polêmica que gira entorno da propaganda da top model Gisele Bündchen para a lingerie Hope deve durar mais 45 dias, tempo que o Conselho de Autorregulamentação Publicitária demora para analisar a suspensão de peças publicitárias consideradas impróprias.

Para Aparecida Gonçalves, secretária nacional de combate à violência contra a mulher, o problema da campanha não é Gisele Bündchen, nem a lingerie, mas é a questão que está por trás. “É passar uma imagem errônea da mulher brasileira, que não é submissa, é consumidora, moderna e até presidente”, disse.

Aparecida afirmou que se sentiu ofendida pela propaganda, já que, como ela própria descreve, “é baixa, gorda e índia” e não se vê representada na peça publicitária. Para ela, se o contexto fosse um jantar à luz de velas, o charme e a lingerie se justificariam.

Enquanto o Conar não deliberar sobre a questão, a campanha “Hope Ensina” continua sendo exibida, já que o relator escolhido para o caso não concedeu liminar exigindo que a peça publicitária deixe de ser veiculada.

A SPM enviou ofício ao Conar pedindo a abertura de um processo após receber denúncias sobre eventual preconceito da propaganda em relação às mulheres. A secretaria foi a mesma que pediu medidas contra a campanha da Devassa, da Cervejaria Schincariol, onde a socialite Paris Hilton se assumiu “devassa”.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.