Posts com tag “Aids

Mundo tem 34 milhões de portadores do HIV

Relatório divulgado hoje pelo Unaids (Programa das Nações Unidas para a Aids) aponta que havia 34 milhões de portadores de HIV em 2010 no mundo e indica que nunca houve tanta gente vivendo com o vírus da Aids como agora. Em comparação ao ano anterior, o número de soropositivos aumentou em 700 mil –eram 33,3 milhões em 2009. Mas, em compensação, a mortalidade pela doença, que chegou a 2,2 milhões de indivíduos por ano na década passada, caiu para 1,8 milhão.

O número recorde é atribuído, em grande medida, à generalização de tratamentos que prolongam a vida dos soropositivos e estimulam a esperança de erradicar a doença. Atualmente, metade dos portadores do vírus recebe algum tipo de terapia. O Unaids estima que a doença chegue ao fim em breve. Nos próximos cinco anos, os investimentos podem impulsionar a resposta à Aids até a visão de zero novas infecções por HIV, zero discriminação e zero mortes relacionadas com a Aids, aponta o relatório.

Desde o início da pandemia de Aids, na década de 1980, mais de 60 milhões de pessoas já foram contaminadas pelo vírus HIV. Coquetéis de drogas conseguem controlar o vírus durante vários anos, mas não há cura nem vacina preventiva. O relatório diz que milhares de mortes foram evitadas em países de baixa e média renda desde 1995 graças ao lançamento e distribuição de novas drogas. Essa tendência, indica o Unaids, se intensificou nos últimos dois anos.

O Unaids informou ainda que o maior acesso a drogas está resultando também em uma menor taxa de contaminações. A região mais afetada pelo HIV/Aids continua sendo a África subsaariana (5% de prevalência entre a população adulta), seguida pelo Caribe (0,9%) e Rússia (0,9%). Na América Latina a evolução permanece estável desde o início dos anos 2000 (0,4% de prevalência). Também permanece estável na América do Norte (0,6%) e Europa ocidental e central (0,2%).


Aids: 30 anos da doença matou 30 milhões

Há 30 anos, uma doença misteriosa começava a espalhar medo entre homossexuais. O primeiro relato da enfermidade que ataca o sistema imunológico humano foi registrado em 5 de junho de 1981 num artigo escrito por Michael Gottlieb, do Centro Médico da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

Era o início da contaminação do vírus HIV. Pouco tempo depois, os médicos também comprovaram que a doença afetava os heterossexuais. De lá para cá, 30 milhões de pessoas morreram vítimas da aids, e mais de 60 milhões se infectaram, segundo as Nações Unidas. Ao longo de três décadas, os cientistas ainda não descobriram a desejada vacina contra o vírus.

Estima-se que a cada dia ocorram 7.000 novas infecçõesno mundo, sendo mil em crianças. Ainda assim, os números de novos casos caíram 25% em 33 países no período de 2001 e 2009. Atualmente, 6,6 milhões de pessoas fazem tratamento com antirretrovirais nesses países. No entanto, nas nações mais pobres, a maioria dos pacientes ainda não tem acesso à terapia.

Em todo o mundo, 33,3 milhões de infectados convivem com a aids –em 1999 eram 26,6 milhões. No Brasil, desde o início da epidemia foram notificados 545 mil casos. A Unaids diz que serão necessários US$ 22 bilhões para lutar contra a doença até 2015, o que ajudaria a evitar 12 milhões de novas infecções e 7,4 milhões de mortes na próxima década.