Posts com tag “câncer

Tumor na laringe de Lula regride 75%

 

A última sessão de quimioterapia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para combater um câncer na laringe terminou sem nenhum imprevisto. Lula dormiu no hospital, onde se recupera do tratamento, realizado na noite de ontem. A expectativa é receber alta ainda hoje.

Lula chegou ao Hospital Sírio-Libanês pela manhã, onde foi submetido a uma série de exames para saber qual era o estado do tumor, diagnosticado em outubro com três centímetros de diâmetro. Ontem, a equipe médica do ex-presidente anunciou que o tumor regrediu 75%.

Em janeiro, Lula dará início a um tratamento diário de radioterapia, durante seis ou sete semanas, associado a pequenas sessões de quimioterapia, de efeito menos agressivo. A estimativa é que, em março, ele retome sua agenda política e volte a ter uma rotina normal.


Hábitos saudáveis reduzem 45% chance de câncer

Estudo britânico atribuiu o surgimento de tumores à adoção de hábitos de vida pouco saudáveis, entre eles, a má alimentação e o tabagismo. De acordo com a pesquisa, 45% dos casos de câncer em homens e 40% dos diagnosticados em mulheres na Grã-Bretanha foram causados pelo estilo de vida dos pacientes. Portanto, poderiam ter sido evitados.

O estudo chegou à conclusão que mais de 100 mil dos cânceres diagnosticados a cada ano naquele país são causados por quatro fatores relacionados com o estilo de vida: tabaco, má alimentação, álcool e sobrepeso. A pesquisa, a maior do tipo elaborada até hoje no Grã-Bretanha, foi feita pela associação britânica Cancer Research UK, que levou em conta 14 fatores ambientais e de estilo de vida.

Segundo o levantamento, o tabaco é o elemento mais determinante para o desenvolvimento de um câncer. O cigarro é responsável por 23% dos casos de câncer em homens e por 15,6% das ocorrências em mulheres, sendo que os tipos mais frequentes são, além do de pulmão, o de bexiga, rim, pâncreas e colo do útero.

No total, 34% dos cânceres diagnosticados na Grã-Bretanha em 2010, o que equivale a 106.845 casos, estavam vinculados a tabaco, alimentação, problemas com álcool e excesso de peso. Entre os homens, 6,1% dos casos de câncer tinham relação com a falta de frutas e verduras na dieta; 4,9%, com o trabalho; 4,6%, com o álcool; e 4,1%, com o sobrepeso.

Além disso, 3,7% dos cânceres diagnosticados em homens têm como causa uma excessiva exposição aos raios ultravioletas. No caso das mulheres, 6,9% dos diagnósticos de câncer estiveram vinculados ao sobrepeso, 3,7%, a infecções, e 3,6%, aos raios ultravioletas. A falta de frutas e verduras na dieta foi determinante em 3,4% dos casos de câncer entre mulheres, enquanto o álcool foi responsável por 3,3% das ocorrências.


Câncer de Lula tem nível médio de agressividade

Resultado da biópsia divulgado hoje mostra que o tumor na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem “nível de agressividade médio”, ou seja, está numa fase intermediária. Lula começou hoje a primeira sessão de quimioterapia. Os primeiros resultados do tratamento, realizado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, poderão ser notados em 40 dias. As sessões de radioterapia começarão em dois meses e devem durar sete semanas.

Umas das causas importantes para o câncer na laringe é o fumo. Lula é ex-fumante e tinha o hábito de fumar cigarrilhas –parou de consumir cigarros há dois anos. Mas também existem causas virais e não é possível ainda dizer o que levou ao desenvolvimento do tumor do ex-presidente, que comemorou na última quinta-feira seu aniversário de 66 anos no instituto que leva seu nome.

Após o diagnóstico de câncer, Lula suspendeu sua agenda de compromissos pelos próximos três meses. A expectativa é que a cura da doença ocorra após um tratamento com duração de quatro meses. Por conta dos efeitos colaterais do tratamento, Lula perderá o cabelo e também sua característica barba, que cultiva desde jovem.


Casos de câncer crescem 20% no mundo

 

O número de casos de câncer no mundo cresceu 20% na última década. São 12 milhões de novos diagnósticos ao ano, informou a Organização Não-Governamental World Cancer Research Fund. É como se toda a população de São Paulo estivesse com a doença.

Para comparação, na última década, a população global passou de 6,2 bilhões de pessoas a 6,9 bilhões –um aumento de 11%. Dessa forma, é possível concluir que a incidência da doença tem crescido mais que a população, ou seja, há mais doentes.

Os cálculos da WCRF, feitos a partir de dados da Organização Mundial da Saúde, apontam que 2,8 milhões desses casos estão relacionados à alimentação, à falta de atividades físicas e ao sobrepeso.

No Brasil, os dados mais recentes apontam que os tipos mais comuns de câncer são, entre os homens, o de próstata (com 41,6 mil casos registrados) e pulmão (16,3 mil). Entre as brasileiras, a maior incidência é de câncer de mama (42,5 mil casos) e de colo do útero (24,5 mil).


A luta pela vida

Admirável o ser humano que luta pela vida. E um ícone dessa perseverança é o ex-vice-presidente José Alencar, que enfrenta há 13 anos uma batalha contra o câncer. Ontem, Alencar sofreu um novo revés. Voltou a ser internado em estado grave na UTI do Sírio-Libanês, em São Paulo, após sofrer uma inflamação causada por uma perfuração no intestino.

O ex-vice-presidente trava essa luta contra a doença desde 1997, quando foi encontrado um tumor no rim direito e outro no estômago. De lá pra cá, passou por 17 cirurgias para remoção de tumores na próstata, abdome e intestino. A luta deste homem de 79 anos deve servir de exemplo para muitos brasileiros que também passam por problemas de saúde, mas que já perderam a esperança.

Precisamos enfrentar nossos medos para superar as adversidades. Precisamos valorizar cada dia vivido e acreditar que nossas ações de hoje se transformarão em um amanhã melhor. Um problema, uma solução, uma dificuldade, uma superação, uma doença ou uma cura não são castigos e nem presentes. São circunstâncias. É a vida, simples assim. Pense nisso.