Posts com tag “Dilma Roussef

Crise no Transportes: Dilma resiste à pressão e diz que faxina continua

A presidente Dilma Rousseff já demonstrou que manterá o rigor na “faxina” nos ministérios sempre que surgirem denúncias. Embora haja mal-estar na base de sustentação do Planalto, com queixas de aliados pelas demissões de representantes do PR no setor de Transportes, não haveria preocupação com a governabilidade.

Dilma recebeu ontem o ministro das Cidades, Mario Negromonte, da cota do PP. A pasta está na lista de possíveis novos alvos da “faxina”, assim como o Ministério do Trabalho, comandado por Carlos Lupi, do PDT. Em recados que chegaram nos últimos dias ao gabinete da presidente, aliados disseram que até concordam com as mudanças, mas reclamaram das atitudes duras de Dilma em relação aos representantes do PR.

A presidente e sua equipe dizem que foi possível manter a marca de “austeridade” durante a “limpeza” nos Transportes, com 16 demissões. Até mesmo a cúpula do PT está apreensiva com o estilo duro de Dilma. Na tentativa de amenizar esse incômodo, auxiliares da presidente observam que não há divergências, por exemplo, com o PMDB, maior partido da base.

Anúncios

ONU faz apelo para que Brasil investigue tortura nos anos da ditadura

A Organização das Nações Unidas apela para que o Brasil comece uma investigação imediata e puna os responsáveis pelos crimes de tortura e violações de direitos humanos ocorridas nos anos da ditadura. Para a ONU, a devolução das caixas com informações sobre a existência de ao menos 242 centros de tortura no Brasil pelo Conselho Mundial de Igreja deve ser aproveitada para rever a posição do país em como lidar com o seu passado.

A ONU não esconde sua insatisfação com a decisão da presidente Dilma Rousseff de manter fechados os arquivos nacionais. Esses documentos incluiriam relatos detalhados sobre cada pessoa no Brasil sequestrada pelos militares, sobre cada um dos torturados interrogados e mortos pelas forças de segurança. Segundo o Conselho Mundial de Igrejas, um dos pontos que pode ajudar os processos no Brasil é o fato de os militares brasileiros fazerem questão de enaltecer as práticas daquela época, com detalhes sobre quem foi torturado, por quem e sob qual método.

Nas três caixas que estavam guardadas em Genebra, 200 tipos de tortura aplicadas na ditadura sobre os brasileiros foram compiladas, afetando 444 pessoas. Para a ONU, diante das evidências que serão cedidas à Justiça brasileira, uma investigação e punição dos responsáveis não é nada mais do que uma “obrigação” para o Brasil.