Posts com tag “Eliza Samúdio

Defesa de Bruno admite: Eliza está morta

A defesa do goleiro Bruno adotou uma nova estratégia. Vai admitir à Justiça que Eliza Samudio está morta e que o mandante do crime foi Macarrão, o amigo e espécie de guarda-costas do ex-jogador do Flamengo. A admissão será feita durante o julgamento do goleiro. Rui Caldas Pimenta, advogado de Bruno, disse, em entrevista à imprensa, que decidiu abandonar a tese de que Eliza estaria viva e vai sustentar que Macarrão agiu à revelia do goleiro, preso desde julho de 2010, acusado pelo desaparecimento de sua ex-amante.

Eliza pedia na Justiça que o jogador reconhecesse a paternidade de Bruninho. Além do ex-jogador, há outros oito envolvidos no desaparecimento e morte da jovem, cujo corpo nunca foi encontrado. Bruno, Macarrão e o primo Sérgio estão presos e vão a júri popular por sequestro e cárcere privado, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, também está preso e vai responder por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. A ex-mulher do jogador Dayanne Souza, a ex-namorada Fernanda Gomes de Castro, e Wemerson Marque de Souza, o Coxinha, aguardam o julgamento em liberdade. O motorista Flávio Caetano de Araújo foi o único dos envolvidos a não ser pronunciado.


Justiça decide hoje se goleiro Bruno vai enfrentar o Tribunal do Júri

A Justiça de Minas Gerais decide na tarde de hoje se o goleiro Bruno Fernandes de Souza, que atuava pelo Flamengo, e dos demais acusados pela morte de Eliza Samudio vão júri popular.

Os desembargadores da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça vão apreciar o recurso de impronúncia apresentado pelos advogados de defesa dos outros três acusados pelo crime –o braço direito do jogador, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, e Sérgio Rosa Sales, primo do atleta.

Dos oito envolvidos no desaparecimento de Eliza, apenas os quatros aguardam a decisão da Justiça na prisão. A ex-mulher de Bruno, Dayanne Rodrigues dos Santos, a ex-namorada, Fernanda Gomes de Castro, o administrador do sítio, Elenílson Vítor da Silva, e Wemerson Marques, o Coxinha, ganharam a liberdade em dezembro após o Tribunal de Júri de Contagem entender que o envolvimento deles foi apenas no sequestro e no cárcere privado de Eliza.