Posts com tag “violência doméstica

A violência contra a mulher

No mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, a revista valeparaibano revela uma realidade assustadora: a cada duas horas uma mulher é vítima de violência doméstica em São José dos Campos. Foram 3.592 denúncias de agressões registradas no ano passado. Mas essa cruel estatística não para por aí. Somam-se outras 1.496 ocorrências de lesões corporais dolosas, 110 casos de estupro e quatro tentativas de homicídio.

Os dados fazem parte do cruzamento de informações dos principais órgãos na linha de frente do problema, a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) e a organização não-governamental SOS Mulher. A violência doméstica em São José não difere das estatísticas em todo o país: a cada dois minutos, cinco mulheres são agredidas violentamente no Brasil. O número de homicídios superou a marca de 4.000 casos no ano passado.

No mês passado, o STF (Supremo Tribunal Federal) reeditou a chamada Lei Maria da Penha, concedendo ao Ministério Público a prerrogativa de dar início à ação penal contra o agressor sem a necessidade da representação da vítima, como era previsto antes. Já o Senado e a Câmara dos Deputados instalaram uma CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) para apurar casos de omissão do poder público na aplicação da lei.

Ao que tudo indica, diferentes esforços começaram a ser tomados na tentativa de minimizar esse problema que acomete mulheres de diferentes classes sociais, crenças e costumes. O número de vítimas que passou a denunciar as agressões aumentou, apesar de a violência doméstica ainda ser uma realidade velada em nossa sociedade. Em São José, cresceu 21% em relação a 2010, mas ainda está muito aquém da realidade, bem mais estarrecedora do que a que aparece nas estatísticas oficiais. Mas, acredite, nada tem mais força que a voz. E a covardia do agressor deve ser enfrentada com a coragem da denúncia.

Anúncios

5 mulheres são espancadas a cada 2 minutos no Brasil

Pesquisa da Fundação Perseu Abramo aponta para uma estatística chocante: a cada dois minutos, cinco mulheres são agredidas no Brasil. Há 10 anos, a situação era muito pior, com oito espancamentos. Foram ouvidas 2.365 mulheres e 1.181 homens com mais de 15 anos em 25 estados.

A diminuição do número de mulheres agredidas entre 2001 e 2010 pode ser atribuída, em parte, à Lei Maria da Penha: 85% dos entrevistados conhecem a lei e 80% aprovam a nova legislação que pune com a prisão o homem acusado da agressão.

O estudo traz ainda dados sobre o que os homens pensam sobre a violência contra as mulheres. Enquanto 8% admitem já ter batido, 48% dizem que conhecem um amigo que agride a esposa e 25% têm parentes que batem nas companheiras. É aquela história… os outros fazem, eu não.

Mas o mais surpreendente da pesquisa é que 2% dos homens declararam que “tem mulher que só aprende apanhando bastante”. Além disso, entre os que assumem praticar a violência, 14% acreditam ter “agido bem” e 15% declaram que bateriam de novo.